Editorial: dinheiro para a agricultura

O Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Comercial (PDAC) lançado ontem, em Luanda, pelo Governo angolano, vai absorver 230 milhões de dólares norte-americanos, iniciativa a ser implementada em duas fases durante seis anos. A notícia é boa, a iniciativa é louvável, para um país como o nosso, que muito pouco produz para as necessidades e que não descola numa das suas vocações: a exportação de produtos do campo. Como sempre, e apesar do rigor prometido pelo Governo, há que apelar para o bom uso do dinheiro, para que não seja enterrado sem dar frutos, estamos todos escaldados. Talvez até seja chegada a hora de o Governo optar por novos actores na hora de distribuir e de apoiar, porque os fracassos na produção, como sabemos, normalmente resultam em bolsos mais abastados.