Rússia diz que os EUA não mostraram nenhuma evidência de violação do tratado nuclear

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse na Quarta-feira que os EUA ainda não forneceram evidências de que Moscovo violou um tratado de controlo de armas, mas que está pronto para continuar a discutir o assunto com Washington.

Os Estados Unidos deram à Rússia um ultimato de 60 dias na Terça- feira para esclarecer o que Washington considera uma violação de um tratado de controlo de armas nucleares de 1987, dizendo que seria forçado a iniciar um processo de retirada de seis meses se nada mudasse.

Maria Zakharova, uma porta- voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, disse que a embaixada dos EUA, em Moscovo entregou uma nota na Terça-feira à noite dizendo que Washington deixaria o Tratado de Forças Nucleares Intermediárias (INF) a menos que a Rússia começasse a cumpri-lo. “Esses documentos foram recebidos para processamento posterior”, disse Zakharova. “Neles, mais uma vez, houve alegações infundadas sobre a nossa suposta violação deste acordo. Temos repetidamente dito que isso é conjectura. Nenhuma prova (dessa suposta violação) nos foi apresentada. ”