Makotas

Do Ngola-Kiluanje aos Makotas já lá vão umas boas décadas. Tempos de futebolar por amor à camisola, de trumunar a sério sem contrapartidas, de suar forte e feio, de correr a todo terreno no velho estádio 1º de Maio, onde se vencia com mérito e se perdia com dignidade.

Por: João Rosa Santos

Com brio e voluntarismo, os Makotas marcaram a época. Equipa humilde e recheada de talentos, sabiam fazer a festa nas tardes de sol ardente, aos sábados ou domingos, levando ao delírio multidões ávidas de alegria e fome de degustar bonitos lances de futebol. Eram dribles atrás de dribles, sai cabrito vem adiô, mialalá a deslizar no pelado, o povo a vibrar nas bancadas de contente, palmas e assobios na ressaca de cada boa jogada, vozes incontidas reclamando bis, a bola fazia maravilhas em Malanje.

Os Makotas fizeram história, foram uma verdadeira escola de superação, de motivação, de transformar tristezas em alegrias, de patriotismo puro e verdadeiro, de moral e valores, uma agremiação desportiva que no tempo soube jogar e fazer jogar, dignificar a malanjinidade.

Quem já não se lembra dos voos do Haduindo, os cortes magistrais do Tobias, as cabeçadas do Barba de Aço, as fenomenais coberturas do Lito Veloso, o imbatível esquerdino Joca Araújo, e tantos outros, que faziam da defensiva dos Makotas uma trincheira firme e intransponível.

Quem não mais se lembra, dos dribles do Albano Chiemba, o Tuia a mandar no meio campo, o Nhanga de Meneses, o Pinheiro, o Jamaika e o Neto a comandarem a orquestra, as arrancadas do Rangel, os remates fogosos do Mandokas, as corridas do Silas e os golaços do Hamlet Campos, provocando ruídos ensurdecedores que, quase sempre, estremeciam as bancadas do estádio 1º de Maio.

Certamente, a celebre legião dos Makotas é bem maior. Infelizmente nem todos os nomes me vêm agora a mente. Contudo o seu empenho e desempenho glorioso é também parte integrante deste testemunho ao futebol malanjino na Angola pósindependência.

Um verdadeiro hino, uma invulgar epopeia de uma agremiação desportiva que com destreza conseguiu ultrapassar vicissitudes, com força de vontade e determinação construiu alegrias, com elevação e mérito inscreveu o seu nome nos mais altos