Voleibol na Huíla desperta interesse de novos praticantes

O presidente da Associação Provincial de Voleibol da Huíla (APVH), Henrique Gama, disse que a modalidade está a despertar o interesse de novos praticantes, sobretudo estudantes em fase de férias, apesar da falta de material desportivo como redes e bolas. Há jogos, sobretudo ao fim-de-semana, nos pavilhões da cidade do Lubango.

Henrique Gama afirmou existirem localmente quatro clubes com oito equipas, em ambos os sexos, designadamente Estrelas do Palácio, Atlético Amigos do Voleibol, Asa-Sport e Sporting do Lubango. Sem avançar números, o responsável associativo admitiu que a crise económica fez com que algumas agremiações erradicassem a modalidade, existindo o risco de outras seguirem o mesmo caminho.

Ainda assim, o mesmo considerou boa a adesão nos últimos tempos, acrescentando serem os escalões de juniores e seniores os mais concorridos. Sublinhou que, à excepção do Sporting, os restantes clubes não têm um recinto próprio, socorrendose de quadras escolares, na maior parte sem condições adequadas. Quanto ao material desportivo, revelou ser outro problema, por não estar disponível no mercado local, acrescentando que algumas colectividades adquirem-no a partir da República da Namíbia e em Portugal. “No mercado existe apenas bolas de fraca qualidade e a preços elevados”.