Falta de domínio das técnicas da crítica literária fragiliza literatura

A ausência do domínio das teorias e técnicas do verdadeiro papel da crítica literária permite com que se olhe para o escritor e não pela análise da obra, fragilizando a literatura, afirmou sábado, em Luanda, a especialista em Línguas e Literatura Africana, Domingas Monte.

Domingas Monte teceu essas considerações à imprensa no âmbito do primeiro simpósio de crítica literária promovido pelo Movimento Literagris, durante o qual referiu que a crítica no país está baseada na análise tradicional, devendo, deste modo, emergir para a nova critica que permite estudar a obra, julgar e examina- la e não o escritor.

De acordo com a especialista, trabalhos do género devem ser feitos por leitores compulsivos, capacitados e que conheçam as técnicas para, posteriormente, analisar e examinar as obras fragmentadas. Por isso, reforçou, deve-se olhar para a obra literária e trazer pareceres que podem ser diferenciados para elucidar os leitores, tendo em conta que a função essencial da crítica literária é passar uma informação ao leitor através da obra analisada.

error: Content is protected !!