ID A quer aumento da produção familiar

O Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) está a implementar, desde Novembro último, na província do Cuanza-Sul, escolas de campo, com vista ao aumento da produção das famílias camponesas

As escolas estão a ser criadas nos municípios de Cassongue, Quibala, Amboim, Conda e Cela e têm como objectivo capacitar os camponeses no uso correcto dos fertilizantes, tratamento da terra, preservação das sementes, entre outros conteúdos relacionados com a agricultura. Em declarações hoje à Angop, o director provincial do IDA, Daniel Gonçalves Alberto Epalanga, disse que, numa primeira fase, foram seleccionadas 99 aldeias, com a integração de 10 mil e 63 famílias camponesas.

Depois da formação, as famílias camponesas serão inseridas em sub-projectos de mecanização, tracção animal, moagens e beneficiaraõ de fertilizantes. Segundo Daniel Epalanga, o Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e Comercialização (SAMAP) está a apoiar a formação, em agronomia, de 50 técnicos da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA). Beneficiam também desse apoio algumas associações de camponeses, em matérias de liderança e organização comunitária, bem como em agro-técnica nas culturas de milho, feijão, batata-rena e hortícolas. A província do Cuanza- Sul tem uma população estimada em um milhão 793 mil 787 habitantes.

error: Content is protected !!