Editorial: Inaceitável

Três em cada quatro crianças menores de 18 anos são pobres, pois sofrem entre três a sete privações tais como nutrição, saúde, protecção infantil, prevenção da malária, educação, acesso à água e ao saneamento. Quem o diz é o estudo apresentado pelo INE, “A criança em Angola: Uma análise multidimensional da pobreza infantil”. Perante tais dados, há muito pouco a acrescentar e quase nada a argumentar. Mas há exigências a fazer, para que esta realidade seja o mais rapidamente alterada. Que estratégias tem o Governo para alterar este quadro que por si só é um entrave ao desenvolvimento? A situação é esta e é inaceitável, mas mais inaceitável seria se não houver doravante um plano concreto, realista, com cronograma, para mudar a situação. Temos, ou não temos?

error: Content is protected !!