Crescimento económico

A economia deverá crescer 2,5% em 2019, uma aceleração face à recessão estimada para 2018, segundo o Fundo Monetário internacional

As projecções do crescimento reflectem uma revisão em baixa, de 0,6 p.p., face às estimativas anteriores. O desempenho será suportado pelo crescimento no sector petrolífero em 3,1% e do não petrolífero em 2,2%, com efeitos positivos na criação de emprego. O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%.

O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

Mercado Monetário

A base monetária em moeda nacional cresceu 9% em Novembro face ao período anterior. O aumento poderá reflectir a melhoria na captação de depósitos das instituições bancária, com reflexo sobre a liquidez no mercado e consequentemente sobre as taxas de câmbio e os níveis

Gerais de preços na economia.

Finanças Públicas

O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%. O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

Reservas Internacionais

O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%. O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

Espaço Internacional -EUA

O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%. O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

zona euro

O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%. O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

Alemanha

O Fundo Monetário Internacional reviu as projecções da recessão da economia para 2018 de 0,1% para 1,7%. O desempenho é justificado pela estagnação do sector não petrolífero e a contracção em 8,2% do sector petrolífero, que continua a ser penalizado pelos desinvestimentos e a moderação da produção petrolífera, com efeito nas condições de vida da população.

Reino unido

O Banco Central da Inglaterra decidiu manter inalterada a taxa de juro em 0,75%. A manutenção da taxa continua a reflectir às incertezas em torno do processo de saída do Reino Unido da União Europeia, com efeitos nas expectativas do crescimento da economia e na procura por commodities, como o petróleo.

error: Content is protected !!