Dezembro negro para o jornalismo angolano

Mário inácio e Paulo Araújo da Luanda Antena Comercial, Valentino Kubanza da TV Zimbo e Zacarias Bungo da Televisão Pública de Angola (TPA), são os quatro profissionais que perderam a vida no último mês de 2018, todos por motivo de doença

O mês que hoje termina é considerado, pela classe jornalística, como um “mês negro” num ano fértil em informações no fórum judicial, económico e social. Tudo porque em apenas um mês, morreram quatro jornalistas que com brio e profissionalismo dignificavam a classe, actuando em diversos órgãos de comunicação social.

Mário Inácio, da Luanda Antena Comercial (LAC) foi o primeiro a partir no dia 6, após ter sido internado no Hospital Geral de Luanda. Um dos primeiros quadros desta emissora, onde chegou um ano depois da sua fundação, em 1993, destacam-se missões importantes para a vida da rádio, como profissional e responsável por várias áreas do jornalismo.

Em menos de duas semanas, seguiu-se Paulo Araújo, de 54 anos, também da LAC, no falecido no dia 15, na cidade do Porto, Portugal, vítima de doença de foro oncológico. Esteve na LAC desde a sua fundação, em 1991, tendo antes passado pela Rádio Nacional de Angola, como uma das vozes de referência na altura, em programas de informação.

Foi um dos mentores do “Top dos Mais Queridos” da Rádio Nacional de Angola. Além de repórter sénior, locutor e editor do Programa Frente Informativa, Paulo Araújo foi, em 2001, distinguido com o Prémio Maboque de Jornalismo, um reconhecimento de mérito pelo trabalho desenvolvido ao longo da sua carreira profissional.

O mês de Dezembro ficou marcado ainda pelo desaparecimento físico do câmara man da TV Zimbo, Valentino Kubanza que destacou-se em diversas frentes de reportagens, particularmente no ano 2017 por altura da pré-campanha e campanha das eleições gerais no país.

Zacarias Bungo, da Televisão Pública de Angola (TPA), foi o último a enlutar a classe jornalística, no dia 20 em Luanda, vítima de acidente vascular cerebral.

Zacarias Bungo, 46 anos, formado em teologia no Seminário Maior do Sagrado Coração de Jesus, em Luanda, fazia parte da equipa de profissionais ligadas à TPA Internacional, tendo exercido a função de director adjunto, até a data da sua morte.

error: Content is protected !!