O Mercado Monetário nacional

O bnA realizou operações de redesconto no montante de 230,6 mil milhões AOA, em novembro

O montante representa um aumento de 41% face ao período homólogo, e poderá reflectir as necessidades de liquidez no mercado interbancário, com efeitos nas taxas de juro e na disponibilização do crédito à economia. As moedas e notas em circulação reduziram 2% no mês de Novembro, em relação ao período homólogo.

A redução poderá reflectir as medidas contraccionistas do Banco Central, com intuito de controlar a taxa de inflação, com impacto sobre o poder de compra das famílias.

O crédito alocado aos diferentes ramos de actividade reduziu 0,3% em Novembro. O montante situou-se em 4.131,71 mil milhões AOA e reflecte, fundamentalmente, a redução do crédito alocado à indústria extrativa em 23%, com efeitos na capacidade produtiva e no crescimento da economia.

As notas e moedas estrangeiras reduziram 18% em Novembro face ao período anterior. O montante de notas e moedas estrangeiras situou-se em 13.830 milhões AOA, poderá reflectir a reduzida capacidade de obtenção de moeda estrangeira e poderá impactar o processo de desdolarização da economia.
A oferta monetária medida pelo agregado monetário M2 registou aumento de 1,9% em Novembro. O desempenho reflete, essencialmente, o aumento das moedas e notas em circulação (4,6%), com efeitos na viabilização das transacções comerciais e nos níveis de preços.

Finanças Públicas

O rácio da dívida pública sobre o PIB deverá situar-se em 91% em 2018, segundo dados do FMI. O nível de endividamento público deverá aumentar em 22,5 p.p., face a 2017, reflexo do aumento das necessidades de financiamento do Governo, facto que poderá condicionar as dinâmicas de crescimento da economia no médio prazo.

Espaço internacional

EUA As encomendas de bens duráveis em Novembro cresceram 0,8%, um aumento de 5,1 p.p. face ao mês anterior. A recuperação reflecte o aumento nas encomendas de equipamentos de transporte (2,9%), e poderá contribuir para manutenção da dinâmica de crescimento da economia dos EUA, com efeitos nas exportações de Angola.

Japão

A produção industrial contraiu 1,1% uma redução de 4 p.p. face à produção de Outubro. O desempenho da produção de máquinas no geral (-12,7%) poderá explicar o desempenho do indicador, com efeitos na capa
cidade das exportações da economia e no crescimento mundial.

Reino Unido

A taxa de crescimento da economia referente ao IIIº trimestre acelerou 0,2 p.p., para 0,6%, face ao período anterior. O desempenho da economia poderá reflectir o aumento no consumo privado e nas exportações do país, com impactos sobre a economia mundial e nas exportações de Angola.

error: Content is protected !!