Retrospectiva 2018: os momentos mais marcantes da cultura nacional

2018 foi um ano profundamente marcado por várias realizações de carácter cultural, não obstante a crise financeira que o país vive. do Carnaval, a grande manifestação popular do país, aos acordos, decretos, prémios, festivais, projectos, entre outras realizações, produzimos assim a retrospectiva deste ano que termina dentro de poucas horas

Tal como fizemos menção na abertura, iniciamos a retroapectiva com o Carnaval de Luanda, a grande manifestação popular, envolvendo os grupos vencedores da edição 2018, do Entrudo. Eis a seguir:

Grupo união recreativo kilamba vence Carnaval de luanda

O Grupo União Recreativo Kilamba venceu a edição 2018, do Carnaval de Luanda, Classe A, adultos. Os resultados foram anunciados numa cerimónia bastante concorrida, no auditório da Liga Nacional Africana, no centro da cidade, dois dias depois do desfile central, que foi interrompido pelas fortes chuvas que se fizeram sentir no local.

Com apenas três anos de actividade, o União Recreativo do Kilamba, do Distrito Urbano do Rangel, totalizou 842 pontos, seguido do grupo União Mundo da Ilha, com 840 pontos, e pelo União Njinga Mbande, que totalizou 804 pontos, na terceira posição.

Na classe B, que contou com o desfile de 14 grupos, o União Povo da Samba foi o vencedor, somando 720 pontos, seguido do União Sagrada Esperança e, no terceiro lugar, do União Etu Mudietu.

Na classe infantil foi vencedor o grupo Cassules Jovens da Cacimba, seguido do Viveiros Njinga Mbande e Cassules Mundo da Ilha. Na Classe Infantil venceu o grupo Cassules Jovens da Cacimba.

Religião Executivo decide encerrar plataformas ecuménicas

O Executivo angolano extinguiu as plataformas ecuménicas criadas em 2015 para organizar o exercício religioso no país. A decisão está expressa no Decreto Executivo Conjunto 01/2018, que visa normalizar o exercício da liberdade de religião, da crença e do culto, previsto na Constituição da República.

O Decreto Executivo Conjunto dos Ministérios do Interior, da Administração do Território e Reforma do Estado, da Justiça e Direitos Humanos e da Cultura revoga assim a Circular nº 228/15, de 25 de Junho, do Ministério da Justiça, sobre as plataformas ecuménicas.

intervenção

Operação resgate e nova lei encerram 902 igrejas ilegais em Cabinda Cerca de 900 igrejas e seitas religiosas foram encerradas em Cabinda entre os dias 6 de Novembro e 12 de Dezembro, no quadro da “Operação Resgate” e da lei que regula o exercício da actividade religiosa.

Os números foram avançados pelo Superintendente da polícia local, José da Mónica Falé, que procedia a um balanço da operação destinada a repor a autoridade do Estado, iniciada no mês de Novembro em todo o país.

top dos Mais Queridos

kyaku kyadaff é o vencedor desta edição O músico Kyaku Kyadaff sagrou-se vencedor do Top dos Mais Queridos, edição 2018, com a canção “Mónica”, do seu mais recente disco “Igual ao Prazer”. A entrada do cantor para a galeria dos vencedores do concurso, realizada em Outubro aconteceu 4 anos depois da sua estreia no mercado discográfico, com o álbum “Se hungwele”. Com dois discos no mercado, o artista estreou-se nas lides musicais em 2014 e em 2018 colocou ao dispor do público apreciador da música angolana “Igual ao Prazer”.

Discos

konde regressa ao mercado com “te Amo e não nego” Seis anos depois do álbum “Dança Comigo”, Konde regressa ao mercado nacional com o CD “Te amo e Não Nego”. O disco foi apresentado Domingo, 23, na Praça da Independência, em Luanda. Trata-se de uma obra, que segundo o artista, traz temáticas mais mexidas com participações de instrumentistas africanos e europeus, com realce para Maneco Costa.

Produzido em Angola e Portugal, o disco é resultado de várias tendências que o músico explora na vertente da música dançante, estilo que o caracterizou com sucessos contidos nas suas anteriores obras discográficas onde a mensagem do amor predomina grande parte das suas composições.

Yannick Afroman apresenta “terra a terra”

Cinco anos depois da publicação de “Terra a terra”, o músico Yannick Afroman regressa ao mercado musical angolano com o terceiro disco “Outros Mundos”, cujo lançamento acontece Domingo, 23, na Praça da Independência, em Luanda. Sob a chancela da Produtora Ngombo Music e da LS, o novo disco do artista conta com 20 músicas trabalhadas à base de uma rítmica diversificada.

Yannick disse tratar-se de um disco diferente dos demais, por trazer várias abordagens, não só em termos de composição, mas também rítmica. O CD conta com as participações de Carlos Burity, Samangwana, Anselmo Ralph, Ary, Socorro e Negralha, cabo-verdianos, entre outros convidados. Yannick Manuel Ngombo “Yannick Afroman” começou a carreira em 1989, em Paris (França), fazendo free-style. Voltou para Angola em 1995, onde se juntou a Mumu e Kitess, dando origem ao grupo Afroman. Em 1999, com a estreia da música promocional não comercializada “Ta Calor”, o grupo rápido conquistou um espaço entre o público, pela primeira vez fora da comunidade Hip-Hop.
distinções Escritor viriato da Cruz distinguido com Prémio nacional de Cultura e Artes O escritor e nacionalista angolano Viriato da Cruz foi distinguido com o Prémio Nacional de Cultura e Artes 2018, na modalidade de literatura. A atribuição do prémio a título póstumo, de acordo com a acta lavrada pelo júri, deve-se ao facto de o escritor ser um digno representante da Cultura nacional que exalta com profundidade a identidade e os valores da angolanidade e manifesta a esperança de se reviverem os hábitos e costumes locais num processo apaixonado para a valorização da cultural e da nação angolana.
Prémio literário António jacinto 2018 distingue revelação angolana Oliveira Martins
A primeira obra de Oliveira Martins, “Mahambas (Contos)”, venceu a edição de 2018 do Prémio Literário António Jacinto, atribuído pelo Instituto Nacional das Indústrias Culturais (INIC). O galardão que já vai na 17.ª edição, saiu de uma lista de 17 primeiras obras de outros tantos autores
e é uma homenagem ao poeta António Jacinto do Amaral Martins, “homem insigne das Letras e Cultura” de Angola. O prémio de revelação para obras inéditas, que visa incentivar o surgimento de novos autores e novas obras literárias de autores angolanos, foi atribuído a Oliveira Martins, pseudónimo literário de Oliver Soares Quiteculo, tendo o júri destacado “a artesania da palavra”.
Outras distinções do PnCA Modalidade de festividades culturais populares aos bakamas de Cabinda O júri do Prémio de Cultura e Artes, edição 2018, atribuiu o prémio na modalidade de festividades culturais populares aos Bakamas de Cabinda. Trata-se de uma instituição secular, apontada como um dos grandes baluartes da defesa e preservação da afrocacia e angolanidade do povo de Cabinda. Já na modalidade de Jornalismo Cultural, o prémio foi atribuído ao Programa Televisivo da Huíla Tudo e Mais, que ao longo de 10 anos de transmissão insere e destaca elementos tradicionais e contemporâneos da cultura huilana.
joão lukombo júnior vence concurso Quem Me dera ser Onda Com a obra “O Sonho do Velho João”, o jovem João Lukombo Júnior, 15 anos, aluno da 10ª Classe, inscrita na Escola Liceu Eduardo José”, em Kuimba, Província do Zaire sagrou-se vencedor desta edição. Em segundo lugar ficou Amélia António Torres, 16 anos, aluna da 11ª Classe, com a obra “O Coelho
Resmungão” inscrita na Escola do Ensino Secundário 17 de Dezembro, na província de Luanda. Mauro da Rosa, 17 anos, aluno da 9ª Classe, inscrito na Escola Nº 1259, Capolo, Província de Luanda, ´ficou em terceiro lugar com a obra “A História de Um Menino que Não Gostava de Estudar”.
Acordos Angola e unesco celebram acordo para realização da bienal da Paz A Ministra da Cultura, Carolina Cerqueira e o Director-Geral Adjunto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura UNESCO, Firmin Matoko, assinaram recentemente em Paris, Françao cordo sobre a realização da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África. O Acordo prevê a realização da Bienal da Paz em Setembro de 2019 e consagra as tarefas que a UNESCO e o Executivo angolano irão desenvolver para a realização do evento, cuja primeira e segunda edições estão previstas para serem realizadas em Angola.
variante 2018 benilde Miúdo vencedora da 25ª edição do concurso nacional Representante da província da Lunda-Norte, Benilde Miúdo, sagrou-se vencedora da 25ª edição do Concurso Nacional de Música Popular Angolana (Variante/2018), com a música Nguli Nhi Usona. O concurso realizado no município satélite de Viana, em Luanda, concorrentes de algumas províncias do pais. Ao enaltecer a vitória, o director provincial do Gabinete da Cultura, Hotelaria e Turismo da Lunda-Sul, Gabriel Tchiema, ma
nifestou a sua disponibilidade em apoiar
Artes Plásticas Ângelo de Carvalho júlio vence o Prémio Ensa Arte em escultura O escultor angolano Ângelo de Carvalho Júlio foi distinguido em Maio último, em Luanda, com o Grande Prémio Ensa Arte na categoria de escultura com a obra “O espaço de um espaço”. A escultura, galardoada XIV edição do Ensa Arte, reapresenta o contraste entre a cidade e o campo, e ao mesmo tempo, alguns pontos comum entre as duas realidades. O vencedor obteve como prémio 1 milhão e 500 mil kwanzas e uma estatueta.
Concertos saurimo acolheu ii Concerto regional de Música e dança tradicional A cidade de Saurimo, capital da província da Lunda-Sul, acolheu a 27de Outubro, o II Concerto Regional de Música e Dança Tradicional da Região Leste do país. Vinte grupos oriundos das províncias do Moxico, da Lunda Sul e da Lunda Norte participaram nos espectáculos, que contou com a participação da cantora e bailarina, Namanhonga. A iniciativa visou resgatar e preservar aspectos da cultura e identidade nacional. Euclides da Lomba, referiu na ocasião que encontros do género serão realizados regularmente, no âmbito das políticas de resgate dos valores históricos e culturais, pelo Ministério da Cultura, com vista a congregar e manter vivas as manifestações culturais de certas regiões do nosso país.
Por seu turno, a secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, reconheceu o potencial da tradição Lunda-cokwe representada pela música e dança exibidas no II Festival Regional do Leste de Angola, promovido pelo Ministério da Cultura, em parceria com a Imogestin e os governos do Moxico e das Lundas Sul e Norte. Participaram no festival os grupos Utchokwe Um Tchota de Saurimo, 13 de Janeiro (Muconda), Mukixi Mwanapwo (Cacolo), Rei Zumba e Kusokolola Tcha Dala (Dala) da província da Lunda Sul, Maringa do 1º de Maio, Tchaco Tcheco e Dy Simbi da Lunda Norte e Miting de Kamanongue e Sunga Sunga do Moxico.
Arte e negócios Feira do dondo encerra com volume de negócios abaixo do projectado A IX edição da Feira do Artesanato do Dondo, município de Cambambe, no Cuanza-Norte, encerrou recentemente com um volume de negócios perto de 2 milhões de kwanzas, valor abaixo do projectado pela organização que seria de 5 milhões de kwanzas. Ao contrário da edição anterior, a feira deste ano ficou marcada por uma redução significativa de visitantes, o que influenciou na diminuição do volume de negócios, que não ultrapassou os dois milhões de kwanzas, muito aquém dos cinco milhões previstos. Os dados foram divulgados pelo coordenador do evento Gabriel Cabuço, que atribuiu o insucesso ao facto de a feira ter sido realizada em vésperas da preparação da quadra festiva.

error: Content is protected !!