Tocoistas anunciam construção de hospital universitário em Fevereiro

O líder espiritual da igreja de nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (inSJCM), Dom Afonso nunes, anunciou na Sexta-feira, 4, em luanda, que a instituição que dirige vai construir um hospital universitário este ano

O bispo fez este anúncio durante a cerimónia de cumprimentos de ano novo, cujo lançamento da primeira pedra será feito a 24 de Fevereiro, dia do nascimento do fundador desta congregação religiosa, Simão Toco. A ser construída num espaço de 6 mil metros quadrados, no campo adjacente ao templo principal da sede universal desta igreja, no Golfe 2, a mesma terá a capacidade de 136 camas.

O edifício, uma estrutura de betão, terá 4 pisos, erguido em dois blocos geminados, quatro caves, e terá ainda vários serviços, desde medicina geral, ortopedia, estomatologia, cirurgia, oftalmologia e outros. Para o arranque das obras, estará aberto um concurso público a empresas nacionais e estrangeiras, nos próximos dias, segundo apurou OPAÍS.

Igualdade de tratamento

Por outro lado, o bispo lançou um apelo aos membros do Governo para que dêem à Igreja tocoista um tratamento igual ao que dão às demais originárias da europa. “É tempo de tratar com mais respeito e equidade esta Igreja que, com muita dureza sofreu pelos mesmos colonos”, disse, reforçando que o próprio Chefe de Estado angolano reconhece os feitos de
Simão Toco.

Ano difícil

Sobre o ano que recentemente terminou, considerou-o como tendo sido difícil devido às múltiplas dificuldades, revelando que as lutas não foram poucas, mas “com muito sacrifício e com a mão estendida do nosso poderoso de Deus” foram ultrapassadas, disse o bispo.

Aliás, segundo o bispo, graças à mão poderosa desse mesmo Deus, em meio a sacrifícios celebrou-se o centenário natalício do profeta Simão Toco, que começou em Fevereiro, em Ntaya, Maquela do Zombo, na província do Uíge.

Passou também por Bruxelas, capital do Reino da Bélgica, onde realizou uma peregrinação e conferência sobre “a vida e obra” do líder fundador desta igreja, tendo culminado em Dezembro, em Luanda, com uma grande manifestação de fé, que juntou cerca de 2 milhões de pessoas, cujo acto foi assistido pela vice-presidente do MPLA, Luísa Damião.

Consagração

Durante o seu discurso, o líder espiritual disse que, no âmbito eclesiástico, durante o ano passado, foram consagrados 500 pastores, e registou-se a conversão de vários fiéis ao tocoísmo, sendo que do exterior do país centenas retornaram à igreja.

error: Content is protected !!