Carta do leitor: Optimismo é a palavra palavra de ordem

Meus caros; Sou angolano e tenho muito orgulho no meu país. Por isso mesmo tenho também muito orgulho no trabalho que este jornal tem feito. Não sei quantas pessoas ainda não repararam, mas, apesar das difi culdades, temos angolanos capazes de fazer coisas boas.

Por exemplo, o Kero e o Candando são hipermercados iguais aos que conheço na Europa. São empresas angolanas que nos dignifi cam. Falo destes dois exemplos porque dentro deles encontramos outras coisas que nos valorizam muito, como é o caso da produção nacional.

Hoje em dia, comprar produtos do campo e mesmo produtos industriais nestas lojas é tão normal que até já nem nos preocupamos mais com isso. Desde sumos, lacticínios, ovos, fruta, fuba, açúcar, pescado, carnes, produtos de higiene do lar e de higiene pessoal, etc., etc.. sabem o que isso significa?

que estas empresas estão a valorizar os nossos produtos, os nossos produtores e a nossa economia. Estas empresas das fábricas, do campo, aos motoristas que transportam os produtos e a muitos mais. Portanto, acho que devemos criticar o nosso país e os empresários que Dr são pessimistas, no sentido de melhorarem ainda mais a qualidade dos seus serviços e produtos.

É que o futuro já começou, e vai ser preciso que sejamos todos optimistas para melhorarmos ainda mais, por certo. mas sem perdermos no esquecimento todo o caminho que já percorremos.

 

Andrade Coimbra

error: Content is protected !!