Carta do leitor: Cultura em Angola tem vivido órfã devido às fortes influências da aculturação

Saudações caro director do jornal OPAÍS, Em alusão ao Dia Nacional da Cultura tive o privilégio de ler uma matéria publicada nesse diário, matéria de Adjelson Coimbra, que me levou a reflectir no que realmente é cultura e o facto de o Dia Nacional da Cultura ter passado a preto e branco quando podia ser uma data marcada com vários eventos promovidos pelo ministério de tutela dada a importância do tema cultura.

POR: Vivaldo Sachindeca, Talatona.

O complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano dentro de uma civilização entendemos como cultura e, assim sendo, devo dizer que a cultura em Angola tem vivido órfã, devido às fortes influências da aculturação. O contacto frequente com outras culturas tem promovido o esquecimento da essência da cultura angolana. Há falta de divulgação dos hábitos e costumes dos diferentes povos, danças folclóricas, línguas, crenças. Como vamos promover o hábito de leitura se as feiras de livros quase que não existem? Quantas escolas de arte existem em Angodr la? E de que forma o Ministério tem apoiado os artistas de forma a contribuírem na divulgação e promoção da identidade cultural angolana? Caríssima ministra, seria melhor que abordasse o tema cultura com alguma profundidade e que ajudasse mais quem realmente tem interesse de o fazer, para então justificar o lema “Pela preservação e valorização da memória histórica do angolano, exaltemos a cultura da paz para a paz na cultura”.

error: Content is protected !!