Autarquias: UNITA diz-se aberta para receber candidaturas independentes

Antevendo já a realização das eleições autárquicas, previstas para o próximo ano, aguardando apenas a aprovação do Pacote Legislativo Autárquico pela Assembleia Nacional, este partido vai-se desdobrando em várias frentes no que concerne às candidaturas

POR: João Katombela

A UNITA na Huíla afirma estar aberta a receber candidatos independentes para concorrerem aos cargos de presidentes de câmara nos seus catorze municípios nas eleições autárquicas de 2020, segundo o seu secretário provincial, Augusto Samuel. Em conversa que manteve recentemente com OPAÍS, no Lubango, informou que as referidas candidaturas só serão aceites se estiverem de acordo com o perfil pretendido por este partido.

Competência, influência no seio do eleitorado, honestidade, experiência de dirigismo, sem mácula em crimes de corrupção ou peculato são os requisitos exigidos aos cidadãos que pretendam concorrer a esses cargos. O político disse que os que reunirem esses requisitos e cujas candidaturas sejam homologadas pela direcção do partido terão o apoio incondicional. “A UNITA estará a aberta e disposta a apoiar aqueles cidadãos que garantam ou reúnam requisitos para resolver os problemas da comunidade”, afirmou Augusto Samuel.

Documentação já aprovada

Informou que o documento reitor para a selecção dos futuros autarcas já foi aprovado pela Comissão Política, mas internamente ainda ninguém foi indicado ou manifestou o interesse em concorrer. Até ao momento, segundo o responsável do maior partido na Oposição em Angola, conta com cerca de 5 mil quadros formados para as eleições autárquicas. Informou que o partido que dirige tem vindo a registar um crescimento considerável, fruto de um trabalho de mobilização que se realiza em todas as circunscrições. Augusto Samuel informou que até ao momento são controlados em todo o território da província da Huíla aproximadamente 200 mil militantes.