Editorial: Atenção ao que se vende

O Governo está a preparar-se para privatizar empresas angolanas públicas, é bom que o faça bem, que faça primeiro o trabalho de casa e que as valorize. Há o risco de as empresas serem vendidas por tostões, como aconteceu agora com a Lactiangol. Mas o exemplo da Lactiangol, vendida por apenas doze milhões de dólares, deve servir para que o Estado e os empresários reflictam no valor das nossas empresas, na sua capacidade de produzir e no seu potencial. Se calhar, o processo de privatização nem vá render dinheiro “que se veja” ao Estado. Pode livrar-se delas, mas sem obter “lucros”, o que será um erro, pois o Estado pode relançar as empresas, valorizá-las e vender a seguir a bom preço.