EUA advertem aqueles que desejam usar a violência

EUA advertem aqueles que desejam usar a violência

Os Estados Unidos também enfatizam “a importância da decisão do presidente Joseph Kabila” de respeitar os limites do seu mandato prescrito pela Constituição e transferir poderes a um sucessor. Além disso, os EUA insistem nos riscos da violência pós-eleitoral. Pelo menos 80 tropas dos EUA estão instaladas em Libreville, no Gabão, em caso de agitação na RDC, à margem das eleições. “Pedimos a todas as partes interessadas que permaneçam calmas durante todo o processo.

A violência é inaceitável e o governo dos EUA alertam os que perpetraram actos de violência relacionados com as eleições ou impedirem o processo democrático “, disse Robert Palladino, vice-porta- voz do Departamento de Estado dos EUA. Ele havia especificado, alguns dias antes, a natureza das medidas que podem ser tomadas.

“Aqueles que estão a minar o processo democrático, ameaçam a paz, a segurança ou a estabilidade na RDC ou se beneficiam da corrupção podem não ser bem-vindos aos Estados Unidos e serão cortados do sistema financeiro dos EUA”, disse ele.