Unita insiste na criação de CPI sobre o BESA, Sonangol e dívida pública

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política(CPCP) da UNITA, reunido no dia 9, em Luanda, insiste na criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o antigo Banco Espírito Santo Angola (BESA), Sonangol, Fundo Soberano, e dívida pública

Esta ideia foi reiterada durante a primeira reunião do órgão este ano, orientada pelo presidente desta força política, Isaías Samakuva, durante a qual foi, também, dedicada atenção às recomendações da IV Reunião Ordinária da Comissão Política, realizada em Dezembro passado. Esta IV reunião ordinária, a última realizada pela UNITA, em 2018, avaliou o andamento do processo da implementação das orientações daquele órgão deliberativo nas estruturas intermédias e de base. Além da criação da CPI, o Secretariado Executivo debruçou-se também sobre os aspectos metodológicos, nomeadamente a necessidade da uniformização do uso dos símbolos da UNITA nos documentos dimanados das suas estruturas.

Neste encontro, o secretariado geral deste partido foi orientado no sentido de dar a devida divulgação à decisão que dedica o Ano de 2019 à consagração da Memória do nacionalista Jonas Malheiro Savimbi, fundador da UNITA. Esta decisão enquadra-se já no cumprimento da resolução da IV Reunião Ordinária da Comissão Política realizada em Dezembro passado, segundo a qual “os anos devem passar a ser dedicados a um objectivo, programa ou acontecimento relevante à vida deste partido”, como era tradição num passado recente.

Durante a reunião, o Secretariado Executivo orientou o Grupo Parlamentar da UNITA a voltar a na Assembleia Nacional os pedidos da criação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) sobre os casos do Banco Espírito Santo Angola (BESA), sobre a Dívida Pública, sobre o Fundo Soberano e sobre a Sonangol. A UNITA aponta, em comunicado divulgado no fi nal desta reunião, nesta Quinta-feira, 10, que estas instituições estão na origem do agravamento da pobreza que assola o país e do funcionamento ineficiente das instituições.

error: Content is protected !!