ivanka Trump pode ser a nova presidente do Banco mundial

Uma lista de candidatos para a presidência do Banco mundial foi divulgada pelo Financial Times após o actual chefe da instituição, Jim Yong Kim, ter anunciado a intenção de deixar o cargo em 1º de Fevereiro, após mais de seis anos no posto

Tradicionalmente, o Banco Mundial é liderado por um agente indicado pelos EUA, já que o país é o maior accionista da instituição. De acordo com o Financial Times, o Departamento do Tesouro dos EUA já recebeu “um número significativo de recomendações” e deu início ao “processo de revisão interna” para decidir quem será o candidato.

Os que constam da lista, segundo o jornal, incluem David Malpass, sub-secretário do Tesouro para Assuntos Internacionais, Nikki Haley, que serviu como enviada dos EUA para as Nações Unidas em 2017-2018, Mark Green, chefe da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional e por último, mas não menos importante, a filha de Donald Trump, Ivanka. Ivanka Trump é consultora sénior do presidente. Conhecida pela marca de roupas que levava o seu nome, a filha de Donald Trump encerrou a marca em Julho sob o pretexto de concentrar esforços na sua função na Casa Branca.

A imprensa especulou, no entanto, que as vendas da marca sofreram um rápido declínio, depois que o seu pai se tornou presidente. Ela também foi fundamental no lançamento da Iniciativa Financeira de Mulheres Empreendedoras do Banco Mundial (We-Fi), que busca mobilizar USD 1 bilião em financiamento de doadores para pequenas e médias empresas de propriedade de mulheres em países em desenvolvimento.

O FT relata que outras alternativas são o ex-ministro da economia da Nigéria, Ngozi OkonjoIweala e o ministro das Finanças da Indonésia e ex-gerente director do Grupo Banco Mundial, Sri Mulyani.