Amigos da Literatura lançam I edição do projecto Vozes Amenas voltado a “Heróis Anónimos”

Denominado “Vozes Amenas” o projecto contará com a rubrica “Vozes dos Heróis Anónimos”, cujo centro das atenções serão pessoas que, apesar de tantas dificuldades na vida, lutam de forma honesta, servindo de exemplo para outras pessoas

POR: Adjelson Coimbra

Sob a chancela da Associação dos Jovens Amigos da Literatura (AJAL), em parceria com o Hotel 3J, será apresentado no próximo dia 16 de Janeiro, entre as 17 horas e as 20 horas, o projecto cultural “Vozes Amenas”, nas instalações do mesmo hotel, em Talatona, visando homenagear os “Heróis Anónimos”, pessoas cujo exemplo de vida influencia a sociedade. De acordo com o presidente da Associação, Camilo Lemos, o projecto “Vozes Amenas” é um projecto sócio-cultural e literário, de carácter filantrópico, que contempla a rubrica “Vozes dos Heróis Anónimos”, honrando pessoas, que apesar de tantas dificuldades, lutam de forma honesta, influenciam pessoas, dão de si para agradar as pessoas, são exemplos de perseverança, mas como se diz vulgarmente “não são tidas, nem muito menos achadas”.

Nesse sentido, este espaço proporcionará que essas figuras identificadas pela organização sejam homenageadas mensalmente. Quer dizer, toda a actividade em torno do projecto será um tributo devido a essas figuras. Os acessos são grátis. A iniciativa, segundo ainda Ngunza Alberto, director para a área académica e literária da AJAL, surgiu de observações que a organização da qual faz parte tem feito sobre a vivência e situações que certas pessoas protagonizam, mas ainda conseguindo sacrificar-se a fazer alguma coisa mais. Nesse sentido, o projecto surge com a intenção de incentivar, quem já não queira progredir, a conseguir realizar os seus objectivos por alguma dificuldade que esteja a passar na vida e não só, estas pessoas, que são designadas “Heróis Anónimos”, vão estar a partilhar as suas experiências de vida e respectivas motivações.

Homenageado

Segundo avançou o homem de letras, Camilo Lemos, na primeira edição será homenageado Elvino Bonga, um ‘zungueiro’ de rebuçados, conhecido por “doutor Vicente”, pai de oito filhos e que chegou a construir seis casas, como resultado das vendas, sobretudo em autocarros públicos. O mentor do projecto conta que a história de “doutor Vicente” é “interessante e comovente ao mesmo tempo, pois com a zunga de rebuçados, este senhor construiu as suas casas, mas, tempos depois foi forçado a assistir à demolição das mesmas, sem que fosse indemnizado”, realça.

Dada esta desgraça, a esposa abandonou-o. Ainda assim, Elevino Bonga não se deixou bater, reergueu- se e voltou a construir mais uma casa para a mesma esposa e os filhos. A pergunta que não se quer calar surge: como resistir diante deste choque? O que teve de fazer para superar-se? Esse é o mote da sua apresentação, que vai levar pessoas a ter a oportunidade de ouvir falar dessa figura, ao mesmo tempo que os presentes serão animados com momentos interactivos de poesia, música, dança folclórica, entre outros atractivos.

Animação

O responsável do projecto fez saber que musicalmente essa I edição do “Vozes Amenas”, vai contar com a presença do músico Ndaka Yo Wiñi, que vai cantar em homenagem a Elevino Bonga e para o agrado dos seus fãs. Importa realçar que além do músico Ndaka Yo Wiñi, se vão juntar à noite do dia 16 poetas como Ismael Faria, Virgílio Sacramento, Marcelina Miguel, Negra Porcelana, Catumbila, Augusto Mateus, o Tal Desconhecido, Francisco Vidal e o Poeta Gago.

Associação

A Associação dos Jovens Amigos da Literatura, AJAL, é uma organização juvenil, sócio-literária, lançada na IIIª Série do Diário da República. Foi fundada, oficialmente, no dia 9 de Abril de 2011, em Waku-Kungo, província do Cuanza-Sul, sendo 2008, o ano em que deu arranque às suas actividades.

error: Content is protected !!