Eleições na UNAC continuam a aguardar por pronunciamento do Tribunal

Depois da providência cautelar interposta pela Lista B, às eleições aos corpos directivos da União Nacional de Artistas e Compositores- Sociedade de Autores (UNAC), cujo pleito estava inicialmente marcado para o preterido dia 17 de Agosto do ano passado, continua a decorrer no Tribunal Provincial de Luanda

Até ao presente momento o Tribunal Provincial de Luanda não mais se pronunciou a respeito da providência cautelar interposta pela Lista B, liderada pelo guitarrista Belmiro Carlos, segundo a qual o processo estava eivado de várias irregularidades. Desse modo, contactado por este jornal, o músico Kizua Gourgel, concorrente pela mesma lista e candidato a secretário- geral da Comissão Directiva, apenas confirmou que o processo está em curso no Tribunal, pelo que toda a gente aguarda os seus próximos pronunciamentos para ser dada sequência ao processo.

Na providência cautelar, a lista B avançou que tinha submetido uma reclamação junto da CEN indicando a existência de irregularidades nos cadernos das províncias de Luanda, Benguela, Malanje, Huambo e Cabinda, principalmente nas últimas quatro, que viram reduzir o número de votantes num rácio de mais de 70 por cento sem razões aparentes.

Na sua reclamação, a lista liderada por Belmiro Carlos considera não serem reais os números da população votante apresentados nos cadernos eleitorais das localidades em causa, reafirmando que Cabinda conta com 134 eleitores em condição de votar e contra os 101 aprovados pela CEN, Malanje com 234 (ao contrário dos 42 anunciados), Benguela com 264 (em oposição aos 134 incluídos nas listas) e que no Huambo devem votar 591 eleitores contra os 101 registados nos cadernos eleitorais. A candidatura de Belmiro Carlos acusa a comissão eleitoral de praticar actos que ferem a lisura, a transparência, a imparcialidade e seriedade do processo .

Eleições

Para o acto eleitoral, para o qual concorre também a lista A, liderada pelo músico Zeca Moreno, estão marcadas cinco praças eleitorais, nomeadamente Luanda, Huambo, Benguela, Malanje e Cabinda.

Organização

A UNAC-SA é uma associação sócio-cultural e profissional proclamada há 29 anos, que congrega compositores, músicos, actores cénicos, coreógrafos e bailarinos. A organização, com mais de seis mil membros, tem por finalidade a dinamização da dança, teatro e música, assim como a luta pela inserção profissional e, consequentemente, a afirmação social dos seus associados.

O Pais

Deve ver notícias

error: Content is protected !!