Trump diz ser provável alcançar acordo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta Segunda- feira (14) que espera chegar a um acordo comercial com a China – que sente o impacto das tarifas americanas. “Estamos a ir muito bem com a China, eles estão a ter dificuldades com a economia por causa das tarifas”, disse Trump a repórteres na Casa Branca. “Acho que podemos fazer um acordo com a China”, acrescentou.

Autoridades americanas estiveram em Pequim na semana passada para dialogar com o objectivo de pôr fim ao agressivo confronto comercial que submeteu mais de 350 biliões de dólares a tarifas elevadas. Autoridades chinesas disseram que a próxima ronda de negociações será realizada em Washington entre os dias 30 e 31 de Janeiro. Trump e o líder chinês Xi Jinping concordaram uma trégua de três meses na disputa comercial em 1º de Dezembro.

“Posso dizer que estamos a conseguir coisas que antes de eu me tornar presidente não seriam possíveis de conseguir”, disse Trump.“Eles teriam rido na cara do presidente”. Apesar de Trump ter pressionado Pequim para aumentar as importações de produtos americanos, o superavit comercial da China com os Estados Unidos atingiu um recorde no ano passado de 323,3 biliões de dólares – um aumento de 11% sobre 2017, segundo dados da alfândega chinesa publicados nesta Segunda- feira.

No entanto, num sinal de que as medidas punitivas da Casa Branca estão a ter um impacto, as exportações da China para os Estados Unidos caíram de muito alto no mês passado. As exportações totais da China caíram 4,4% em Dezembro em relação ao mesmo mês do ano anterior, enquanto as importações caíram 7,6%, reflectindo a lenta demanda no país e no exterior.

error: Content is protected !!