Endiama reduz 165 concessões mineiras em 2018

A Endiama – E.P reduziu o número de concessões mineiras que possui. No total, a empresa contava com 200 e passa a contar apenas com 35 concessões. Este ano, está ainda prevista a contratação de novos funcionários e está previsto um novo leilão de Diamantes.

Apesar da quebra em termos de produção de diamantes, e com reflexos no Produto Interno Bruto de 2018, os investimentos continuam. Neste momento, encontram- se em prospecção 17 projectos, sendo 10 depósitos primários e 7 secundários. Está também em marcha um plano de restruturação que passa pela redefinição e delimitação de novas áreas de concessão com base em critérios geológicos, culminando com a elaboração de um novo Mapa de Concessões Diamantíferas, o que motivou já o corte de 165 concessões, passando de 200 para 35 concessões.

Na sua comunicação referente à apresentação do Relatório de Gestão-2017, e visou igualmente comemorar os 38 de existência da empresa pública, o presidente do Conselho de Administração da Empresa, Ganga Júnior, referiu que “a reestruturação da ENDIAMA MINING tem como objectivo o retorno a produção própria”, disse. Na ocasião, Canga Júnior anunciou que está em curso a digitalização do acervo geológico-mineiro e o levantamento de toda a informação aéro-geofisico existente na ENDIAMA, incluindo a proveniente do Instituto Geológico de Angola.

No que diz respeito à comercialização e prospeção, foram efectuados diagnósticos da situação das empresas mineiras com dificuldades técnicas e financeiras com vista a melhoria da performance operacional e financeira, de modo a atingir os níveis de produção projectados, estando em curso acções de restruturação nas empresas Luó,Camutué,Calonda e Luarica. No entanto, a componente ambiental também está presente. “Foram estabelecidos programas de sustentabilidade ambiental junto dos projectos mineiros e elaboração de cartilhas para a educação ambiental”, fez saber, o gestor.

Produção de diamantes 8% acima do previsto

Em 2018, a produção industrial recuperou 9.221.343 quilates (plano 8.533.343 quilates), o que representa 8% acima da produção prevista para este mesmo ano. Em 2017 foram recuperados 8. 973.679 quilates, o que representa 97% comparativamenteaorealizadoem2018. A produção global, incluindo o semi-industrial, atingiu em 2018 9.433.887,60 quilates, contra os 9.438.801,10 quilates de 2017. Da produção industrial de 2018 foram comercializados 8.263.748,63 quilates ao preço médio de USD 148,08/Qte (em 2017 foi de USD 117/Qte), tendo as vendas alcançado USD 1.228.434.784,88. No mesmo período, segundo o gestor da Endiama, verificou-se uma melhoria do preço médio de 27%, o que resultou em receita adicional de USD 261milhões.

O Pais

Deve ver notícias

error: Content is protected !!