Grupo Pitabel apresenta peça que aborda a poligamia

A Companhia Teatral Pitabel abre a sua temporada em Fevereiro, 14, com a estreia da peça “Amigas e rivais”, na Liga Angolana de Amizade e Solidariedade com os Povos (LAASP), em Luanda

A peça, com duração de 50 minutos, encenada pela actriz Carla Rodrigues e adaptada ao texto do dramaturgo Tony Frampénio é uma comédia que retrata a problemática da poligamia e será também exibida no dia 15 do referido mês. A referida obra conta a estória de Ti Dodó, personagem interpretada pelo actor Dilson Miguel, que pede ajuda ao Abacate (Lopes Filho), por estar envolvido amorosamente com duas amigas. Tendo conhecimento do assunto, as amigas concluem um pacto para derrubar o Ti Dodó.

Fazem parte do elenco os actores Adérito Rodrigues, Constância Lopes e Rosaria Abreu. De acordo com o coordenador do grupo, Adérito Rodrigues, o objectivo da peça é de fazer com que os cidadãos repensem a poligamia, que segundo ele, tem causado muitos males no seio da sociedade. “Não somos ninguém para condenar as pessoas, mas pretendemos que repensem o assunto. É um acto que não faz parte da nossa cultura e quanto o mais evitarmos mais problemas evitaremos também. Esta peça é muito esperada pelos amantes do teatro e acredito que vão gostar”, observou.

Outras exibições

O grupo apresenta nos dias 16 e 17 um dos grandes clássicos do teatro angolano, “O preço do fato”, com a participação de actores dos grupos Amazona e Enigma Teatro. A peça retrata o conflito entre o tradicional e o moderno. Conta a estória de Cristina, uma jovem de 25 anos, natural de Mbanza Congo, cresceu em Luanda e põe a vida em risco ao desvalorizar os seus costumes em detrimento de outras culturas. A companhia tem ainda agendada várias exibição, com destaque para a estreia da peça “O amor e a razão”, adaptada na obra do escritor Fragata de Morais. Adérito Rodrigues avançou que um dos o grande objectivos do grupo para o ano em curso é de realizar a 1ª Conferência Internacional de Teatro e a 4ª edição do Circuito Internacional de Teatro.

O grupo tem ainda como meta a internacionalização do teatro angolano, através da sua participação no Festival Internacional de Teatro em Maputo (Moçambique), em Maio, e outros convites vindos do Brasil e de Portugal. “Em Maputo vamos apresentar a peça Amigas e Rivais, por se tratar de um assunto da actualidade. Quanto aos convites para o Brasil e Portugal, para Novembro ainda não sabemos ao certo onde iremos em representação do nosso país”, contou.

Formação

Em termos de formação de técnicas de teatro, Adérito Rodrigues avançou que será realizado no ano em curso, por um professor português, (Alvim) num período de 15 dias. O actor deu a conhecer que a formação enquadra-se num projecto denominado Cultura para Todos, que vai resultar na montagem de uma peça teatral, com a participação de actores angolanos, portugueses e da Guine Bissau “Ele fez este trabalho em Portugal, na Guine Bissau e este ano será no nosso país. É um trabalho relevante que vai permitir a montagem de uma obra de autores lusófonos, que será exibida nos três países”, avançou. Adérito Rodrigues disse que para além da formação serão realizadas palestras sobre teatro. Disse ainda que o projecto estava previsto para o ano passado, mais que, por questões financeiras, foi adiada para o ano em curso.

O grupo

Fundado em 4 de Agosto de 2001, o colectivo de Artes Pitabel venceu em 2006 o Prémio de Teatro Cidade de Luanda e conquistou três vezes consecutivas o troféu de melhor texto de teatro no Prémio Cidade de Luanda, em 2006, 2008 e 2009. O grupo venceu o prémio DSTV- BWE na edição 2006 e apresentou em 2009 o melhor espectáculo de Luanda no Festival Internacional de Teatro do Cazenga. Na sua longa carreira, a companhia de teatro Pitabel recebeu várias distinções, com destaque para o Prémio Nacional de Cultura e Artes, em 2010. Constituída por 15 actores, a companhia encenou, entre outras, as peças “De Quem é a Culpa”, com a qual conquistou o prémio de melhor espectáculo dos grupos de Luanda no Festival do Cazenga, e “Triologia de Missosso”, adaptada do romance do escritor Óscar Ribas, considerado um dos maiores expoentes da literatura nacional.

error: Content is protected !!