Angola quer pôr fim à importação de produtos agrícolas

Opaís deixará de importar, no curto e médios prazos, produtos agrícolas, tendo em conta os investimentos que estão a ser realizados pelo sector privado, anunciou no município do Chinguar, província do Bié, o ministro do Comércio, Joffre Van-dúnem Júnior. Ao falar à imprensa, após uma visita na fazenda Vinevala, o governante afirmou que o investimento do sector privado permitirá ao país deixar de importar definitivamente o milho, feijão, batata- rena, arroz, trigo, entre outros.

Pediu igualmente aos investidores privados para aliarem- se à política do Executivo, através de uma aposta séria no cultivo de mais produtos agrícolas, pois o Governo está a trabalhar para melhoria das estradas, no sentido de facilitar o escoamento dos produtos para os principais centros de consumo.

Entretanto, anunciou a reabertura, dentro de 60 dias, das lojas da rede “Poupa Lá”, afectas ao Ministério do Comércio, construídas entre 2013 e 2017 e então encerradas devido à conjuntura económica que Angola vive. Na ocasião, o governador do Bié, Pereira Alfredo disse que o governo local definiu como prioridades, para este ano, o aumento da produção agrícola, tendo apoiado os camponeses com cinco mil toneladas de fertilizantes compostos.

error: Content is protected !!