Direcção da Cultura no Moxico impõe rigor nas idades de foliões

A direcção provincial da Cultura, Juventude e Desportos no Moxico vai este ano impor um rigoroso controlo nas idades dos foliões que vão participar na edição 2019 do Carnaval

A medida, que visa ordenar a participação das faixas etárias às respectivas categorias, foi anunciada pelo director provincial, Constantino Sachamuaha, quando falava à Angop sobre os preparativos da maior manifestação cultural do país. O responsável avançou que não será permitida a inclusão de crianças em grupos de adultos e vice-versa, bem como a participação de uma pessoa em vários grupos do desfile.

Garantiu que quer tornar o Carnaval num evento mais atractivo e dinâmico, diferente das edições anteriores, com a previsão de aperfeiçoamento das técnicas de dança, música, postura nas fileiras, indumentária, entre outros aspectos organizativos. A realização em simultâneo do desfile infantil e de adulto, no dia 05 de Março, numa das avenidas da cidade do Luena, é outra inovação a ser introduzida no Carnaval, segundo o director da Cultura.

Para aprimorar as questões organizativas e técnicas, a comissão preparatória do evento, liderada pelo vice-governador provincial para o Sector Social, Carlos Alberto Masseca, reuniu na semana passada com os representantes dos 11 grupos escritos, tendo auscultado as preocupações e dificuldades que os mesmos enfrentam. As inscrições, que tiveram início no dia dois e culminam no final deste mês, já contam com nove grupos de adultos e dois infantis. Na edição de 2018, o grupo carnavalesco Daniel Bernardo e Nelson Condes (DBNC) venceu na classe de adultos, enquanto o folião Baffus Produções sagrou-se campeão na classe infantil.