Carta do leitor: Dessalinização ou não?

O que poderia ser uma boa notícia para os habitantes de cabo Ledo tornou-se, nos últimos dias, num assunto de debate nas redes sociais, tudo por causa do acordo para a implementação de um projecto de dessalinização para se fornecer água potável para os habitantes desta circunscrição de Luanda.

POR: rui Santo Agostinho
luanda

um post no twitter da empresária isabel dos Santos, por sinal filha do antigo presidente da República, José eduardo dos Santos, levantou ainda mais o véu sobre a cortina ou os meandros desta iniciativa. Afinal, qual seria o projecto mais adequado para que os mais de 8 mil habitantes desta zona pudessem ter, finalmente, água potável? entre aderir a um projecto de dessalinização e a construção de uma conduta, a partir do rio cuanza ou do Longa, qual seria a melhor solução? As informações postas a circular, a partir de Abu Dhabi já demonstram a escolha do executivo, mas para os cidadãos ela não parece ser a melhor. curiosamente, nas redes sociais surgiram outros dados, demonstrando as razões da escolha do executivo, mas ainda assim, por ser apócrifa, não haveria mal nenhum se os responsáveis do Ministério da energia e Águas viessem a público justificar as razões desta opção. A falta de informação dá azo a uma série de interpretações, muitas das quais levam os cidadãos a pensarem que nas hostes do executivo não se tenha, no mínimo, acautelado as opções custo/benefício no referido projecto. É que, para muitos, ligar alguns quilómetros de tubagem pode ser a coisa mais simples, razão pela qual as melhores opções passariam por ir buscar água ao cuanza ou mesmo ao Longa. estas e outras curiosidades ou inquietações só seriam melhor compreendidas se se desse aos angolanos – e asos habitantes de cabo Ledo e arredores- a possibilidade de conhecerem de perto os meandros do projecto.

error: Content is protected !!