china cria ponte financeira com os países de língua oficial portuguesa

O Banco da china em Angola promoveu na Sexta-feira (18) um encontro de apresentação de liquidação em renminbi (RMB, a moeda chinesa) a partir de Macau, para servir de ponte de financiamento entre a China e os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop

A construção de uma ponte de cooperação financeira entre a China e os Palop visa estimular o papel de Macau como plataforma de prestação de serviços financeiros. Neste contexto, uma plataforma da prestação de serviços no âmbito da cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa poderão resultar em grandes oportunidades de desenvolvimento tanto para Macau como para os países de língua oficial portuguesa.

O embaixador da China em Angola, Cui Aimin, disse durante o encontro que Macau pode desempenhar o papel de ligação com os Palop que, deste modo pode entrar no mercado da China, fazendo uso do “Sistema de liquidação imediata em tempo real em Renminbi (RMB) de Macau” por forma a facilitar a regularização das transacções comerciais transfronteiriças entre os países de língua oficial portuguesa e a China.

Declarou na ocasião que, “actualmente, temos trabalhado na internacionalização do RMB, razão pela qual somos a segunda maior economia do mundo. Pretendemos que mais países usem a moeda para liquidação dos negócios”.

Acrescentou que a transacção feita directamente em moeda chinesa “também reduz os actuais custos de alavancagem no caso de contratos futuros, já que um acordo de produtos entre uma empresa chinesa e uma angolana a um preço pré-determinado num tempo específico no futuro não envolverá os custos adicionais de ter de actualizar as flutuações do câmbio.

error: Content is protected !!