Já a mexer

A UNITA parece ter aprendido a lição, desta vez mesmo sem o pacote legislativo sobre as eleições autárquicas aprovado pela Assembleia Nacional, mesmo sem se saber em definitivo que tipo de gradualismo se vai adoptar, ou que tipo de solução de compromisso, sem se saber que municípios irão a votos, iniciou o ano já a falar sobre autarquias e a mostrar que tem máquina para a corrida.

O que se espera agora, da UNITA e de toda a Oposição, é que contribua de forma muito positiva para a democracia e para a educação do cidadão sobre o poder local, em vez de se perder, uma vez mais, em discursos sobre fraudes e outros quejando que lhe fazem perder o foco e o Norte.

O MPLA é um partido permanentemente em campanha, vamos ver como acelera agora as coisas. Espera-se que estes dois partidos assumam as suas responsabilidades e façam valer a pena o debate, que seja esclarecedor, para que não se leve o povo a votar no “mal menor”, ou para manter tudo como está, ou para mudar apenas, mas sem a devida clareza das propostas e do que se pretende para o futuro.

Os outros, bem, esperemos um pouco, mas não me parece que façam grandes brilharetes, sobretudo porque a CASA-CE parece ferida de morte e o PRS é cada vez mais um partido a minguar.

Talvez surjam alguns movimentos de cidadãos que aqueçam as coisas por cá, ali e acolá, mas mesmo estes já estão na mira dos partidos grandes, que vão acenando aos independentes com apoios que valham alguma coisa.

error: Content is protected !!