Jovem morto à pancada na cadeia

O comando da Província de Luanda da Polícia Nacional tornou pública a informação que dá conta de um homicídio voluntário por espancamento registado nas celas do comando municipal de Viana, de que foi vítima o cidadão João Akalela Lourenço, por um dos companheiros de cela O cidadão em causa tinha sido encarcerado por crime de danos materiais, em duas viaturas, nas celas do Comando municipal, onde encontrou dois outros jovens detidos por um outro crime com os quais teve um desentendimento.

A troca de palavras entre os dois jovens e João Akalela Lourenço teve um final triste, com a morte deste último. O crime de homicídio voluntário por espancamento aconteceu no dia 18, por volta das 11h:25, e os dois cidadãos, agora também acusados por este crime, encontravam-se detidos pelos crimes de burla e de furto de viatura, respectivamente. Os dois cidadãos ora acusados foram prontamente apresentados ao Ministério Público, ouvidos em primeiro interrogatório e encaminhados para a Comarca de Viana, onde aguardam pelo julgamento, segundo o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do MININT, Mateus Rodrigues.

Constam ainda no balanço da Polícia em Luanda, dos dias 18, 19 e 20 de Janeiro de 2019, que resultaram na detenção de 160 cidadãos suspeitos, a retirada de 14 armas de fogo das mãos de marginais; seis viaturas roubadas, das quais 2 da marca Hyundai, sendo accent e Grande i10, ambas de cor cinza, 1 de marca Suzuki Swift, de cor preta, 1 Nissan Hardbody, de cor cinza, e 2 de marca Toyota Hiace de cores azul e branco, respectivamente.

Foram ainda recuperadas seis motorizadas de marcas diversas e vários utensílios de utilidade doméstica. No domínio da segurança rodoviária foram registados 22 acidentes de viação, que resultaram em 11 mortos, 28 feridos e danos materiais avaliados em mais de Kz 10 milhões.