“Notamos que era possível fazer mais”

Ao evitar a última posição no Mundial de andebol sénior masculino que decorre na Alemanha e na Dinamarca, o técnico Filipe Cruz admitiu que Angola podia ter feito mais e melhor.

Depois do jogo com o Japão (32-29), o seleccionador angolano falou da falta de determinação na fase regular. Filipe Cruz disse que os atletas não tiveram determinação e capacidade de finalização nos jogos realizados. “Notamos que era possível fazer mais, sobretudo nas classificativas”, afirmou o seleccionador angolano.

O treinador do sete nacional referiu que tem um grupo coeso, mas é importante competir mais no Velho Continente. Para o timoneiro, o andebol europeu está muito avançado, logo, é imperioso Angola ter atletas a jogar na Europa. Frente ao Japão, o seleccionador nacional admitiu que a eficácia ofensiva e defensiva melhoraram.

Filipe Cruz adiantou ainda que a equipa esteve bem em vários domínios, por isso conseguiram ultrapassar os japeneses. Na quarta participação de Angola no Mundial, Angola ganhou no grupo D o Qatar por 24-23 e perdeu frente a Hungria (24-34), Suécia (19-37), Argentina (26- 33) e o Egipto (28-33).

error: Content is protected !!