Exposição “Angola: muxima, desenho e texto” de Luís Ançã e Luís Gaivão é inaugurada hoje no Espaço Caxinde

A mostra, que estará disponível ao público até 27 deste mês, assinala os 30 anos de existência da referida agremiação cultural, o aniversário da cidade de Luanda e os seus munícipes, informou, a OPAÍS, Luís Gaivão, um dos autores da colecção

“Angola: muxima, desenho e texto” é o título da exposição de Luís Ançã e Luís Mascarenhas Gaivão a ser inaugurada hoje, às 17 horas, na Associação Cultural e Recreativa Chá de Caxinde, em Luanda. A mostra, com a curadoria do escritor Luís Gaivão, é constituída por 28 painéis de outros tantos desenhos ampliados, para revelar ao público os encantos de Angola: becos e ruas, monumentos, história, gastronomia, praias, actividade económica, a alma do povo. Trata-se de uma colecção do livro com a mesma designação, e estará patente ao público até 27 deste mês.

A mostra assinala os 30 anos de existência da Associação Cultural e Recreativa Chá de Caxinde em Luanda, o aniversário da cidade de Luanda e os seus munícipes. Esta exposição de pintura, com desenhos do urban sketcher Luís Ançã e textos de Luís Mascarenhas Gaivão, expressa os multímodos com que os angolanos constroem a Nação angolana. A ideia do projecto surgiu de um desafio de Luís Gaivão a Luís Ançã (artista plástico) para fazerem uma parceria na qual um desenhava e o outro escrevia. A dupla passou aproximadamente 2 anos sem conseguir um patrocinador, e mais tarde as portas abriram-se e assim concretizaram esta intenção. Com essa ajuda, Luís Gaivão e Luís Ançã conseguiram chegar a Angola, em 2015, e posteriormente, lançar-se ao trabalho junto do povo.A dupla tinha um roteiro onde entrava, sobretudo, o desejo de retratar a alma dos angolanos e a beleza do país, e assim seguiram.

Luís Gaivão, recordou, porém, que este livro refere-se apenas a Luanda e seus municípios, mas a intenção é continuar o projecto, que inclui mais 3 livros: Norte, Sul e Leste de Angola, faltando apenas patrocínios. Salientou que esta exposição “Angola: Muxima, desenho e texto” é itinerante e começou na cidade do Porto, esteve em Braga, em Oeiras, Covilhã, Aveiro, Montemor- o-Velho, Portimão, Vagos, assim como no Festival Literário “Correntes d’Escritas” (Póvoa de Varzim), tendo-se internacionalizado no Luxemburgo. Agora vem à Luanda, sua terra, onde ela pertence e faz mais sentido. “A exposição não veio antes porque não estavam reunidas as condições, mas com o convite do Chá de Caxinde ela aí está e com a maior alegria e entusiasmo. Em Junho irá a Polónia e Lisboa e depois seguir-se-ão outros destinos”.

Os autores

Luís Gaivão é escritor, investigador, agente cultural, humorista. Nasceu em Luanda, em 1948, onde viveu até 1960. É licenciado em Filosofia e Humanidades, mestre em Lusofonia e Relações Internacionais e doutorado em Sociologia. Foi professor de Língua Portuguesa e História de Portugal e assessor pedagógico no gabinete do ministro da Educação. Foi adido cultural nas embaixadas de Portugal em Luanda, Luxemburgo e Bruxelas. Luís Ançã, nascido em Lisboa, 1955 é licenciado em Artes Plásticas – Pintura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Artista Plástico, tem participações regulares em exposições desde 1975. Professor de Educação Visual – Artes Visuais, desde 1978. Colabora com Urban Sketchers Portugal desde 2009 e com Évora Sketchers desde a sua origem.

error: Content is protected !!