Editorial: Loucura hoteleira

Se não é para lavar dinheiro de fontes não reveláveis, então anda tudo ao contrario em angola na área da hotelaria. Não se entende o fenómeno que leva os proprietários das unidades hoteleiras não baixarem os preços quando as taxas de ocupação rondam os quinze por cento. Mais vale fechar? Com estas taxas, de facto, já estão fechadas, pior, a acumular prejuizos. a doença vai até aos restaurantes, com preços proibitivos para s angolanos, na sua maioria. Em definitivo, alguém deve explicar o que se passa, alguém tem de ter a coragem de mexer neste universo e pôr alguma verdade. Nesta fase, hoteis de quarto estrelas, ou até menos a cobrar cerca de trezentos dólares é não já um insulto, mas o grito mais alto da impunidade. alguma coisa vai mal.