MPLA realiza congresso extraordinário este ano

O Bureau Político do mPLA anunciou ontem, em Luanda, a realização, no ano em curso, de um Congresso Extraordinário, cuja decisão foi tomada durante a i reunião ordinária, orientada pelo seu Presidente, João Lourenço

“O Bureau Político assumiu o princípio de o partido realizar, neste ano, um Congresso Extraordinário, observando a sua pertinência com os fundamentos estatutários, tendo como foco principal os desafios do futuro, que o MPLA se propõe a vencer”, lê-se na nota enviada aO PAÍS. Durante a reunião, este órgão aprovou a Agenda Política do MPLA para 2019, documento no qual estão estampadas as acções políticas e as orientações fundamentais, que envolverão o conjunto dos órgãos, organismos e os militantes, no país e na diáspora, cujo acto central de lançamento terá lugar a 2 de Fevereiro próximo, em Luanda.

O encontro, também, aprovou as resoluções relativas à convocação e realização das conferências extraordinárias do MPLA nas províncias do Cuanza-Norte, do Cuanza-Sul e de Luanda, para a eleição dos seus respectivos primeiros- secretários, tendo anuído às candidaturas, pela ordem, de Adriano Mendes de Carvalho, Job Pedro Castelo Capapinha e Sérgio Luther Rescova Joaquim, respectivamente. O Bureau Político aprovou, igualmente, as propostas de candidaturas para o provimento de cargos de segundos-secretários dos comités provinciais do MPLA do Cunene, do Huambo e da Huíla e da secretária provincial de Cabinda da OMA.

Aprovou, ainda, a Estratégia de Comunicação do MPLA para o período 2018/2021, enquanto instrumento político de orientação, neste domínio, ajustado ao actual contexto de maior abertura dos media e da influência das redes sociais e a metodologia sobre o uso dos símbolos e lemas do partido, para a sua conveniente utilização, pelas estruturas do partido, a todos os níveis.Pela passagem do 443.º aniversário da fundação da cidade de Luanda, a capital da República de Angola, comemorado ontem, 25 de Janeiro, o Bureau Político do MPLA endereçou saudações calorosas a todos os seus munícipes e encoraja as suas autoridades político-administrativas a continuarem a empreender a governação de proximidade às populações, para que seja cada vez mais facilitada a resolução dos problemas do povo. Refira-se que o MPLA realizou a 8 de Setembro de 2018 o seu Sexto Congresso Extraordinário, que elegeu o novo presidente do partido, João Lourenço, em substituição de José Eduardo dos Santos. João Lourenço teve 98,59 por cento de votos, num pleito que registou 100 votos nulos, 27 contra e seis abstenções. Participaram 2.442 delegados ao congresso em que José Eduardo dos Santos passou o testemunho da presidência do MPLA a João Lourenço.

error: Content is protected !!