BAI vai conceder mais de 60 mil milhões em crédito

O Banco Africano de investimentos tem disponibilidade para conceder mais crédito à economia. Com efeito, a instituição bancária diz ter disponíveis 60 mil milhões de Kwanzas em crédito. O PCA do BAi afirmou que é mais seguro conceder crédito ao Estado

Por: Iracelma Kaliengue

A economia nacional precisa de mais financiamento dos bancos, cuja taxa de crédito disponibilizado não ultrapassa os 20%, quando o desejado seriam 50%, como defendeu recentemente o ministro de Estado para o Desenvolvimento Economico e Social, Manuel Nunes Júnior. E a resposta não tardou. O presidente da Comissão Administrativa (PCA) do Banco de Angola de Investimentos (BAI), Luís Lelis, afirmou que a sua instituição possui a maior quota do mercado em termos do crédito concedido à economia.

“É nossa pretensão conceder entre 60 e 70 mil milhões de Kwanzas em crédito ao sector privado”, avançou. Na ocasião, o banqueiro disse que “a carteira de crédito ao sector privado é de aproximadamente mil milhões de dólares e está nos diversos sectores, desde a agricultura à pesca, passando pelo sector imobiliário, construção e aos particulares”, especificou. Luís Lelis lembra que o papel de um banco é de fazer intermediação financeira.

Segundo ele, é por esse facto que o BAI capta depósitos dos clientes para constituir as reservas obrigatórias junto do Banco Nacional de Angola que variam de 15 a 17%, dependendo da moeda, para que se possa aplicar em créditos às empresas, a particulares e ao Estado. Refere ainda que é intenção do BAI continuar a conceder créditos, mas afirma que “a verdade é que quando olhamos para as oportunidades de crédito, quer para o sector privado, quer para o sector público, percebe-se que, do ponto de vista de percepção de risco efectivo, é preferível, nesta altura, conceder credito ao Estado”, considerou. Sublinha que “ o Estado não só oferece mais garantias comparativamente ao sector privado, mas também é mais rentável”, disse.

Defendeu-se dizendo que “os nossos accionistas precisam de retorno e precisamos de assegurar o retorno dos depósitos feitos pelo cliente. O grande desafio que se coloca hoje é a capacidade de os bancos executarem as garantias que são dadas aos créditos que nós concedemos” explicou.

Sobre o BAI
O Banco Angolano de investimentos, BAi, foi fundado em 1996 como o primeiro banco privado em Angola. O BAi é um banco de serviços completos que opera em Angola, com uma rede nacional de agências em todas as 18 províncias, com mais de 40 agências filiais na província de Luanda.

error: Content is protected !!