O prémio da Sonangol

Isto de a Sonangol surgir entre as cem melhores empresas do mundo, reconhecimento anunciado na semana passada por uma revista britânica chamada “World Finance” que, como fez questão de anunciar a petrolífera, é uma revista trimestral, impressa e divulgada online, remeteu-me de imediato ao prémio ganho no ano passado pelo Ministério das Finanças.

É bom que empresas, empresários e instituições públicas angolanas sejam nomeadas e premiadas no estrangeiro, mas seria melhor se o fossem por revistas ou instituições altamente quotadas e reconhecidas. Se a citação tivesse sido feita pelo Wall Street Jorunal, pela Bloomberg, pela Economist, ou se tivesse sido feita por um departamento de Harvard, seria mais prestigiante e não haveria dúvidas quando fôssemos à Internet confirmar no site do “reconhecedor”, o que não acontece com alguns dos “nossos” premiadores.

Talvez fosse bom os nossos premiados esforçarem-se só mais um bocado para passarem a ter o reconhecimento de quem conta, efectivamente, no mundo das finanças e da economia mundial, não desvalorizando os prémios e os seus atribuidores de agora, claro… mais um pouco mais acima faria a festa ter mais sentido

leave a reply