Governo busca soluções para combate à seca no Cunene

O Governo angolano está a avaliar a seca no Cunene, um problema cíclico que afecta, pelo menos, 284 mil 780 pessoas, numa região que tem 990 mil e 87 habitantes.

Para tomar contacto com a situação e propor soluções, está desde a manhã de ontem, Segunda-feira, no Cunene uma delegação multi- sectorial coordenada pelo ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida. Integrada pelos secretários de Estado para Acção Social, Lúcio do Amaral, Agricultura e Pecuária, José Carlos Bettencourt e das Águas, Luís Filipe da Silva, a delegação vai trabalhar no município de Ombadja, onde deverá constatar a situação na comuna de Ombala yo mungo, uma das mais afectadas. Em Novembro transacto, o rei Mário Shatipamba da Ombala ya Naluheque, também no Cunene, defendeu a necessidade da reabilitação dos poços de água na região, com vista a atenuar a problemática da falta de água junto da população e do gado.

error: Content is protected !!