Censo agropecuária e pescas avança com financiamento do banco mundial

Agricultura e as pescas são sectores enquadrados na estratégia do Executivo para a diversificação economia. Por isso, há a necessidade de se identificar onde estão os produtores e quais as suas dificuldades

O censo é financiado pelo Banco Mundial e numa primeira fase abrangerá as províncias do Cunene, Cuanza-Sul, Benguela, Uíge e Moxico, entre os meses de Março e Maio próximos. Numa outra etapa, de Julho a Dezembro de 2019, decorrerá o censo geral, abrangendo 25 mil e 346 aldeias no país, numa amostra de 80 mil agregados familiares e empresas do ramo agrícola e pesca.

Segundo o director geral do INE, Camilo Ceita, o RAPP 2018/2019 é uma operação estatística exaustiva a nível nacional, que tem por objectivo disponibilizar ao Governo e a pessoas interessadas informações estatísticas actualizadas sobre a agricultura, pecuária, pesca e aquicultura. Camilo Ceita pediu a colaboração de todos os parceiros, sobretudo da juventude, autoridades tradicionais e os órgãos de comunicação social, na mobilização das comunidades locais para responderem de forma satisfatória aos inquiridores.

Por seu turno, o director do Gabinete da Agricultura, Pecuária e Pescas no Cunene, Pedro Tibério Tutaleni, em representação do governador local, disse que o RAPP vai fornecer informações exactas sobre o potencial económico do Cunene, que assenta na agricultura e criação de gado de várias espécies. O RAPP 2018/2019 foi aprovado pelo Decreto Presidencial nº 189/18, de 7 de Agosto, que estabelece as normas para a sua realização, e o Decreto nº 194/18, de 20 de Agosto.

error: Content is protected !!