Chuvas abrandam obras na estrada Cuima/Cussy

As obras na estrada Cuima/Cussy, que liga as províncias do Huambo e Huíla, conheceram, no inicio deste ano, um notável abrandamento, em consequência das fortes e constantes chuvas que se têm abatido.

O facto foi confirmado hoje, quinta-feira, à ANGOP, pelo administrador adjunto da comuna da Catata, Ruben Isaías Itome, dando a conhecer que o ritmo de trabalho diminuiu bastante, uma vez estar a decorrer a fase de compactação em alguns troços dos 65 quilómetros de estrada. Iniciada em meados de 2017, com previsão de ser concluída 12 meses depois, a estrada constitui a via principal e mais rápida para ligar a província do Huambo e as do sul, Huíla, Namibe e Cunene.

Até ao momento foram reabilitadas duas faz quatro pontes existentes, asfaltados cinco quilómetros e compactados 20, que deviam começar a ser asfaltados este mês se não fossem as chuvas. Dos seus 65 quilómetros, 45 estão em território da província do Huambo e os restantes na Huíla. A obra está avaliada em seis mil milhões, 496 milhões, 246 mil kwanzas

error: Content is protected !!