May pede coordenação urgente à UE para concretizar Brexit

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, conclamou à União Europeia nesta Quinta-feira a trabalhar com ela para mudar o acordo de separação e ajudá-la a conseguir o apoio de um Parlamento britânico dividido para suavizar o rompimento do país com o bloco.

Antes de chegar a Bruxelas para conversar com líderes da UE, May reconheceu que a sua tarefa de forçar mudanças num acordo acertado quase três meses atrás não será fácil, e uma fonte do Governo disse que não se esperava um avanço nesta Quinta-feira.

Mas ela dirá ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e ao presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, que quer trabalhar “urgentemente” com eles para realizar alterações que, argumenta, possam convencer não só o seu fragmentado Partido Conservador, mas membros de toda a legislatura.

Poucas semanas depois de o Parlamento rejeitar com firmeza o seu acordo do Brexit, May precisa persuadir uma UE relutante a alterar o Acordo de Saída para ajudá-la a obter a aprovação dos parlamentares antes do prazo da desfiliação britânica, 29 de Março. Se não consegui-lo, ela e o país enfrentam um futuro incerto, abrindo as portas para várias possibilidades: sair sem um acordo, o que alguns empresários dizem que prejudicará a economia, realizar outro referendo, convocar eleições antecipadas, ou nunca sair do bloco.

error: Content is protected !!