ATLANTICO lança Primeiro Laboratório Digital em Angola

O Banco ATLANTICO lançou o primeiro laboratório digital do país denominado Disruption Lab, a fim de promover um ecossistema de fomento ao empreendedorismo e inovação digital em Angola, através da agregação de competências originadas nas Startechs, universidades e instituições financeiras, nacionais e internacionais.

Com o Disruption Lab, o ATLANTICO pretende ser um agregador e gerador de inovação digital em Angola, liderar os esforços de disrupção tecnológica do Ecossistema ATLANTICO através da incubação e aceleração de ideias com potencial de criação de valor, de forma a garantir que os Clientes, as Pessoas, os Parceiros, as Comunidades e, muitas vezes, os concorrentes- coopetidores beneficiem do conhecimento e da experiência proporcionados pelas mais recentes novidades tecnológicas. Importa referir que o projecto iniciou em Agosto do ano passado e terá morada no Miramar, teoricamente afastado do dia-adia da actividade bancária.

O ambiente empresarial relativo às grandes instituições financeiras está em mudança, em virtude de factores associados a novas tecnologias, novas estratégias e novos serviços. Se quiserem continuar a ser relevantes, os bancos e as empresas em geral terão de submeter- se a um dever de adequação, que passa, necessariamente, por fomentar o espírito “intrapreneur’ e “entrepreneur”, dentro e junto das organizações, respetivamente. O referido laboratório digital assume também o compromisso de promover activamente este espírito, tradicionalmente caracterizado por paixão, convicção e “drive”. Os princípios de funcionamento do Laboratório reservam- se ainda aos propósitos de desenvolver as competências digitais e de analytics, além da integração de uma massa crítica de talentos numa equipa multidisciplinar.

A garantia de criação de knowhow e expertise para longo prazo, através de programas de formação e certifi cação, consta igualmente nas intenções preconizadas, à qual se acrescenta a implementação de metodologias consistentes em toda a organização. O laboratório surge num momento em que o ATLANTICO implementa a sua Estratégia 2.1, focada na transformação, inovação e digitalização, de modo a atingir o seu propósito. Finalmente, vale lembrar que o Disruption Lab organiza-se em equipas multidisciplinares, formadas por colaboradores e parceiros do Ecossistema de startechs, adoptando e capacitando as equipas em metodologias de trabalho agile.

leave a reply