Governo de Malanje disponibiliza cera de Kz 80 milhões para feira

A realizar-se pela primeira vez, a Expo Malanje tem como principal objectivo estimular o desenvolvimento económico e promover a capacidade de produção para atrair investimentos e incentivar a industrialização da província, avançou domingos Eduardo, vice-governador para o sector político, social e económico

POR: Iracelma Kaliengue

Domingos Eduardo, que falava à margem da 1ª edição da Expo-feiras (evento que visa anunciar o calendário de feiras do país), garantiu que a província está preparada para albergar a primeira expo-Malanje, tendo assegurado a disponibilidade no orçamento de uma verba estimada em 80 milhões de Kwanzas. Realçou ainda que a feira acontece de 2 a 5 de Maio e vai abrir o primeiro salão internacional da mandioca, uma oportunidade para apresentar o potencial económico da região. Para ele, “a abertura e apresentação deste salão internacional reveste-se de grande importância.

Primeiro, porque Malanje é uma das maiores produtoras da mandioca e também porque o alimento foi eleito pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o mais importante do século XXI”, lembrando que “a mandioca é utilizada para consumo humano, animal e industrial.” Domingos Eduardo salientou que a mandioca é fundamental para diferentes segmentos, como os sectores de papel e celulose, panificação, têxtil, indústria farmacêutica e de cosméticos, fertilizantes, aplicação em campos de petróleo e siderurgia e na alimentação, servindo como base para a produção de alimentos sem glúten, lactose e funcionais.

SADC instala centro de investigação da mandioca em Malanje

A província de Malanje foi eleita para albergar o primeiro Centro Regional da SADC de investigação da mandioca, onde serão estudadas as diversas espécies deste tubérculo na região. O responsável afirmou ainda que, para além do grande potencial agroindustrial, Malanje é também uma grande potência energética, garantindo condições neste domínio para a industrialização da própria província e até da conhecida região do Médio Kwanza. Consta nos planos estratégicos da província que a referida região se transforme numa zona de desenvolvimento económico diferenciado ou mesmo numa zona económica especial, aproveitando as potencialidades agroindustriais e as potencialidades turísticas e logística.

Eventos Arena divulga a realização de duas novas feiras

Dentre as nove exposições que serão organizadas este ano pela Eventos Arenas, a grande novidade será a feira das indústrias do mobiliário e madeiras de Angola e a 1ª edição da Expo Malanje a realizar-se de 2 a 5 de Maio. As feiras serão temáticas e multissectoriais e serão realizadas em várias regiões do país. Luanda vai receber o maior número de exposições que visam mostrar potencialidades, atrair parcerias e investimentos. Em busca de mais investimentos, o país vê na realização de fóruns comerciais e de feiras uma via para atrair os potenciais parceiros económicos, segundo a organização.

E é com base neste quadro que a Eventos Arena, empresa que actua no mercado na realização de exposições, inscreveu no seu quadro a realização de nove feiras a nível do país, nomeadamente a Expo Malanje de 2 a 5 de Maio, Feira da Indústria alimentar, Bebidas, Distribuição e Logística de Angola de 08 a 11 de Maio, Feira Internacional de Benguela de 22 a 26 de Maio, Feira das Indústrias do Mobiliário e Madeira de Angola entre os dias 5 e 8 de Julho. Dentre as feiras que terão a chancela da Eventos Arena constam na lista a Feira Angola Fit, que vai na sua 2ª edição, de 7 a 9 de Junho, a Feira Internacional de Luanda nos dias 9 a 13 de Julho, Expo-indústria e África People Summit em Outubro e a PROJECTA com data marcada para Novembro.