Últimas turbinas de Laúca começam a produzir energia a partir deste ano

As duas últimas turbinas da barragem Hidroeléctrica de Laúca com capacidade para 333 megawatts de energia cada, começam a funcionamento em pleno a partir do mês de Junho deste ano, segundo anunciou sábado, o engenheiro de construção civil da empresa Odebrecht, Yamba Ambrósio. Falando no final de uma vista efectuada no projecto por membros da sociedade civil de Malanje, o responsável referiu que entre Junho e Dezembro deste ano, o arranque das duas últimas turbinas da barragem de Laúca deverá acontecer.
Yamba Ambrósio considerou satisfatório o nível de execução física da obra que já foi realizada na ordem dos 90 por cento.
Informou que neste momento os habitantes da província do Norte e Sul já beneficiam da energia da barragem de Laúca, embora existam ainda algumas linhas de transporte em construção, numa altura em que o nível de água da albufeira para as quatro turbinas satisfaz as expectativas.
Segundo ainda Yamba Ambrósio, a meta do projecto para o ano de 2019 é terminar a geração total de energia eléctrica, fazendo funcionar as unidades cinco e seis da barragem e entregar a obra totalmente completa ao Governo angolano.
Por sua vez, o administrador municipal de Cacuso, Caetano da Rita Tinta, disse que a direcção do projecto Laúca tem estado a trabalhar para levar a energia eléctrica aos vários pontos do país.
Por outro lado, Caetano da Rita Tinta prometeu aos membros da sociedade civil, que o governo vai continuar a criar condições para que a população malanjina beneficie de energia eléctrica de acordo com as previsões, para que se atinja o desenvolvimento preconizado da província no domínio energético.
A visita visou constatar o grau de execução da empreitada e inteirar-se do prazo do arranque das próximas duas turbinas.
A barragem hidroeléctrica de Laúca, localizada no município de Cacuso, a 164 quilómetros a norte da cidade de Malanje, está projectada para produzir mil 998 megawatts de energia com seis turbinas de 333 megawatts cada, em duas centrais.
A primeira turbina arrancou em Agosto de 2017.

error: Content is protected !!