“Angola: muxima, desenho e texto” a caminho da Polónia e Lisboa

O projecto incluirá proximamente, mais 3 livros, que retratarão o Norte, o Sul e o Leste do país, tão logo haja patrocínios

Depois de apresentada na Associação Cultural e Recreativa Chá de Caxinde, no âmbito do seu 30º aniversário, e do 443º da fundação da cidade de Luanda, a exposição itinerante “Angola: muxima, desenho e texto”, de Luís Ançã e Luís Mascarenhas Gaivão, seguirá em Junho próximo para a Polónia e Lisboa, de onde partirá posteriormente para outros destinos A mostra de pintura, contendo desenhos do urban sketcher, Alçã, com letra de Gaivão, foi exibida de 23 a 27 de Janeiro último, ao cheiro de Caxinde, no Espaço esverdeado da cidade capital do país (Luanda), e expressou os multi- modos com que os angolanos constroem a Nação angolana e esteve patente ao público.

Luís Mascarenhas Gaivão, um dos autores e curador da exposição, adiantou a OPAÍS, que a colecção, contemplando 28 painéis de vários desenhos ampliados, revelou ao público de Luanda, e não só, os encantos de Angola: becos e ruas, monumentos, história, gastronomia, praias, actividade económica, a alma do povo, entre outros aspectos. Salientou que esta prestigiada colecção começou a ser exibida na cidade do Porto e já passou por Braga, Oeiras, Covilhã, Aveiro, Montemor- o-Velho, Portimão, Vagos, bem como no Festival Literário “Correntes d’Escritas” (Póvoa de Varzim), tendo sido internacionalizada no Luxemburgo. Dimensão do projecto Questionado quanto ao projecto, referiu que a ideia surgiu de um desafio por ele lançado ao artista plástico Luís Ançã, para uma parceria, na qual Ançã desenhava e Gaivão ocupava-se da escrita.

Luís Giavão realçou que a execução do projecto levou aproximadamente 2 anos por falta de patrocínio, facto que chegou a ser concretizado mais tarde com a recepção de alguns apoios. Esta ajuda, segundo Luís Gaivão permitiu, em 2015, a vinda dos dois a Angola. Para esta empreitada a dupla era detentora de um roteiro onde entrava, sobretudo, o desejo de retratar a alma dos angolanos e a beleza do país, e assim seguiram. Gaivão, recordou que a exposição apresentada refere-se apenas a Luanda e seus municípios, mas a intenção é continuar o projecto, que incluirá mais 3 livros, que retratarão o Norte, o Sul e o Leste de Angola, tão logo consigam patrocínios.

error: Content is protected !!