Fábrica de USD 5milhões começa a lapidar diamantes

Angola conta a partir de amanhã, 12 de Fevereiro, com uma fábrica de lapidação de diamantes. Localizada em Talatona, a Stone Polished Diamond (SPD) resulta de uma parceria entre investidores privados angolanos e a SODIAM. De acordo com a fonte de O PAÍS, o ministro dos Recursos Minerais e dos Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, vai inaugurar amanhã, em Talatona, a nova fábrica de lapidação de diamantes e de pedras especiais, cujo investimento ascende a USD 5 milhões.

Resultado de uma parceria entre investidores privados nacionais e a SODIAM, que têm uma participação de 10% no capital social, esta nova fábrica está instalada numa área de 400 metros quadrados, com uma linha de produção composta por equipamentos de alta tecnologia, de vanguarda tecnológica mundial na actividade de lapidação, capazes de posicionarem a SPD entre os centros de lapidação mais bem equipados do mundo. De acordo com a fonte deste jornal, a fábrica lapidará, inicialmente, diamantes de 3 a 10 quilates e pedras especiais, com uma capacidade de lapidação de 2000 quilates por mês durante o primeiro ano de funcionamento.

Construída no prazo de 90 dias, por empresas nacionais quer na fase de projecto quer na de construção, esta fábrica está também equipada com um dos sistemas de segurança mais avançados do país, composto por controlos automatizados de acesso, scanners faciais, leitores biométricos e câmaras de vídeo-monitorização de última geração.

Os responsáveis pela gestão da SPD acreditam que seis meses após o arranque das operações, iniciar-se-á a fase de expansão do projecto, com a entrada em funcionamento de um segundo turno de trabalho, que conduzirá à integração de mais 30 trabalhadores. A política da empresa passa por dar primazia à mão de obra angolana, a qual facilitará formação específica para que a qualidade do trabalho e dos diamantes lapidados “esteja ao nível do que melhor se faz nos maiores centros de lapidação de diamantes do mundo”.

error: Content is protected !!