Morte de Soba Grande de Mbandje a Nvunge em Malanje preocupa Mincult

Enquanto autoridade tradicional, e como mulher e mãe, Isabel Caluete António envidou esforços no sentido da promoção, preservação e divulgação da sua cultura local e da angolana em geral

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, manifestou-se consternada com passamento físico de Isabel Caluete António, Soba Grande de Mbandje a Nvunge, comuna de Dala Samba, município de Marimba, província de Malanje. Na nota de imprensa, a que OPAÍS teve acesso esta Segunda- feira, a governante sublinhou que, no âmbito das suas actividades, enquanto autoridade tradicional, e como mulher e mãe, Isabel Caluete António “envidou esforços no sentido da promoção, preservação e divulgação da sua cultura local e da cultura angolana, em geral”.

A nota refere ainda que, “ao longo de vários anos, Isabel António serviu com zelo a sua comunidade, tendo com sabedoria encontrado solução para os inúmeros problemas com que se confrontou, quer no seio das famílias, quer das comunidades sob sua jurisdição.

Admitiu que com a morte daquela edilidade, que por sinal foi defensora dos bons costumes e guardiã dos saberes referentes à sua gente e à sua terra, muitos dos quais perdidos no tempo, a província de Malanje e toda Angola perde mais uma das suas bibliotecas vivas, cujos conselhos e exemplos permanecem como legado para as gerações vindouras. “Nesta hora de dor e consternação, o Ministério da Cultura inclina- se perante esta figura histórica octogenária, que seguiu o caminho da Unidade Nacional e da valorização da Cultura”, reforçou.

error: Content is protected !!