UE disponibiliza 65 milhões de euros para projectos de cidadania e boa governação

A União Europeia manifesta interesse de apostar no reforço e capacitação das organizações da sociedade civil angolana, com vista a melhor a sua intervenção nos espaços públicos e de concertação. A informação foi prestada pela representante do embaixador da União Europeia em Angola, Áurea Ernestina Dias da Graça Machado, na abertura da formação das organizações da sociedade civil, ontem, na cidade do Huambo.

Na ocasião, aquela dirigente anunciou estar previsto um fi-nanciamento avaliado em mais de 65 milhões de euros para projectos das organizações da sociedade civil angolana, no âmbito da gestão de subvenção, co-financiado pela organização Áurea Machado disse estarem identificadas 14 províncias do país e 95 organizações da sociedade civil cuja intervenção tem incidido, essencialmente, na melhoria do bem-estar económico e social das famílias angolanas.

Os investidores, com esta iniciativa, esperam participar diretamente no aumento da capacidade interventiva da sociedade civil angolana no processo de desenvolvimento sustentável e no diálogo político e económico. “A União Europeia está empenhada, fortemente, no reforço e promoção de matérias ligadas ao género, direitos humanos, ambiente e alterações climáticas, melhoria da qualidade das pessoas com deficiência, jovens, grupos étnicos e outros vulneráveis”, disse. A cooperação União Europeia/ Angola conta já com mais de duas décadas, tendo-se iniciado mesmo antes de Angola ter formalmente aderido à então 3ª Convenção de Lomé, em 1986.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!