SPD sobe em pesquisa na Alemanha após novos planos para estado de bem-estar

O apoio ao Partido Social Democrata da Alemanha (SPD) atingiu o seu nível mais alto em quase seis meses, mostrou uma pesquisa neste Domingo, uma semana depois de o partido de centroesquerda traçar novos planos de bem-estar social, visando ganhar de volta o apoio de eleitores das classes trabalhadoras

Antes das eleições europeias em Maio e quatro votações regionais neste ano, a pesquisa Emnid para o jornal Bild am Sonntag colocou o SPD, que partilha o poder com os conservadores da chanceler Angela Merkel, com 19 por cento de apoio, 2 pontos acima do percentual visto na semana anterior. Esse foi o nível mais alto desde o início de Setembro e coloca o partido em segundo lugar pela primeira vez desde Outubro, à frente dos ambientalistas do Verdes, que caíram 2 pontos, para 15 por cento. O bloco conservador de Merkel ficou inalterado, com 30 por cento.

O partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) também não mudou, com 13 por cento. A pesquisa oferece um raro sinal de esperança para o SPD após este ter sofrido em 2017 a sua pior performance eleitoral ao nível federal desde 1947. Subsequentemente, o partido perdeu ainda mais território, principalmente por ter concordado em dividir o poder novamente com Merkel, segundo especialistas.

O partido atingiu uma mínima de 14 por cento de apoio na pesquisa Emnid em Novembro. Num esforço para recuperar os seus apoiadores tradicionais, irritados com os compromissos feitos com os conservadores no governo, o SPD revelou na semana passada planos de tornar mais generosos benefícios para desempregados e aposentados.

leave a reply