“Independentes” preparam fim da “Lua de mel” com a CASA-CE

Abel Chivukuvuku vai  reunir-se esta sexta-feira, em Luanda, com as figuras independentes da CASA-CE para preparar o divórcio com a coligação e definir o rumo a seguir. O encontro resulta da crise interna no seio daorganização política na sequência do acórdão do Tribunal Constitucional que proibiu a criação, no seio da CASA-CE, do “PODEMOS”, o partido que integraria os chamados “independentes”.
Opais soube   que a “reunião magna” será a primeira do género e deverá juntar 500 membros de todas as províncias, visando definir o futuro político do grupo dos “independentes”.
Neste encontro, Abel Chivukuvuku pode anunciar o fim fim do seu consulado na CASA-CE.
O grupo afirma-se disposto a insistir na criação de um novo partido independente no país, segundo o seu porta-voz, Jorge Martins da Cruz citado pela imprensa na capial do país. O político assegurou que os “independentes” possuem base social suficiente para o afeito sendo que a reunião de Luanda vai juntar 500 membros oriundos de todas as provincias do país.
Jorge Martins criticou os membros das quatro formações políticas constitutivas da CASA-CE, alegadamente, pela forma “pouco cortês” como terão sido tratado os independentes depois do acórdão do Tribunal Constitucional. Segundo afirmou, “são os independentes que mais trabalharam para que a CASA-CE fosse uma verdadeia força política no país”.