Avião com ajuda humanitária para a Venezuela chega a Boa Vista

Um avião carregado com ajuda humanitária para a Venezuela aterrou nesta Sexta-feira (22) em Boa Vista, capital de Roraima (Brasil), cuja fronteira terrestre com o país caribenho foi fechada ontem por ordem do Presidente Nicolás Maduro

A aeronave, um Boeing C-767 da Força Aérea Brasileira (FAB), chegou à base de Boa Vista às 10H30, um dia antes da data anunciada pelo líder da Oposição Juan Guaidó para a entrega da ajuda. “Chegamos a Boa Vista com a doação do Governo de Jairbolsonaro. Em nome de Pdte. J. Guaido e de todos os venezuelanos, obrigada Brasil”, escreveu no Twitter a embaixadora nomeada por Guaidó para o Brasil, María Teresa Belandria.

A delegação foi recebida por dois funcionários do Governo americano, um deles da agência de desenvolvimento USAID, que disse que até ao final do dia deveria reunir em Roraima cerca de 138 toneladas de ajuda. A aeronave, que partiu de Brasília na manhã de ontem, transportou cerca de 23 toneladas de leite em pó e 500 kits de primeiros socorros, segundo um porta-voz da FAB. No dia anterior, 51 toneladas de arroz e açúcar haviam desembarcado em Boa Vista, segundo a mesma fonte.

Os insumos, principalmente alimentos, foram comprados pelo Brasil e pelos Estados Unidos. Uma vez descarregado, o material deve ser levado até à cidade fronteiriça de Pacaraima, cerca de 215 quilómetros ao Norte de Boa Vista. A partir daí, o transporte ficará a cargo de trabalhadores venezuelanos, segundo indicou o porta-voz do Governo de Jair Bolsonaro, Otávio Rego Barros, que ressaltou que a colaboração do Brasil não excederá a sua área de soberania. Com a fronteira fechada, ainda não está claro como os suprimentos vão entrar no país vizinho.